9.9.13

Salão Beleza Natural em São Paulo/SP


Liga nóis a notícia do dia 26/8/2013 no Beleza de Blog escrito por Carol Romanini: Rede ‘Beleza Natural’, de salões especializados em cabelos cacheados, chega à cidade em outubro. Vai vendo as datas de inauguração e locais dos primeiros salões da Dona Zica cabelereira em São Paulo/SP.

Santo Amaro
Mais Shopping Largo 13 - Rua Amador Bueno, 229, loja 20.301.
Previsto para funcionar a partir do dia 24 de outubro de 2013, das 8h às 20h.

Tatuape, inauguração prevista a partir de 21/11/2013.

Lapa, inauguração prevista a partir de 22/11/2013.

Vai vendo o salve sobre a Dona Zica que a Carol teve o dom de publicar:
À frente do negócio está a famosa cabeleireira Zica, eleita recentemente uma das 10 Mulheres de Negócios Mais Poderosas do Brasil, pela revista Forbes. Zica passou dez anos de sua vida pesquisando a fórmula perfeita para tratar dos cabelos cacheados. Resultado dessa pesquisa, o Super-Relaxante, produzido com base em seus estudos, promete tirar o volume dos fios sem alisá-los, além de definir os cachos. Além dele, sua marca conta hoje com mais de 50 produtos para o tratamento dos cabelos cacheados.

To ligado que tiazinha, novinha, uma pá de mina a milhão pra desfilar de cabelo cacheado, encaracolado, étnico, auto-estima a milhão, já está a milianos aguardando o empreendimento da ex-empregada doméstica que inventou o produto de relaxamento que o mundo todo e os banqueiros pagam um pau.

Ligeiro colei no Blog Beleza Natural, vai vendo o convite ligeiro no post milidias ainda em setembro:
Super-relaxante grátis em São Paulo
4/9/2013 - Blog Beleza Natural
Atenção, cacheada de São Paulo:
O  Centro de Desenvolvimento Técnico em São Paulo já está bombando. Se você já é cliente do Beleza Natural ou deseja experimentar o Super-Relaxante gratuitamente, fique ligada!
Para isso, basta comprar um Kit de Manutenção e agendar o atendimento pelos telefones 11-95638-1546 (Vivo), 11-97638-8836 (Claro), 11-98126-2458 (Tim), 11-96941-6363 (Oi).
No dia da avaliação, os fios precisam estar completamente secos, livres de qualquer tipo de óleo, sem escova, chapinha, trança ou implante. Não se esqueçam de que é necessário ficar 3 meses sem usar químicas, tinturas e tonalizantes. Aproveitem!!!
Equipe Beleza Cacheada

O jornal Meio&Mensagem tb mandou um salve sobre uma palestra da Dona Zica no Centro Universitário Senac em agosto de 2013, tiazinha endolou a historinha toda, liga nóis:
Beleza Natural a caminho de São Paulo
Meio&Mensagem, 16/8/2013

Valorizando a beleza dos crespos e cacheados, a empresária Zica conseguiu criar uma bem-sucedida rede de salões.

O Instituto Beleza Natural, fundado há 20 anos no Rio de Janeiro por Heloísa Assis - conhecida como Zica - inaugurará em outubro sua primeira unidade em São Paulo. O salão será aberto no Largo Treze, na região de Santo Amaro (zona Sul).

Em novembro, outras duas unidades também serão inauguradas, uma na Lapa (zona Oeste) e outra no Tatuapé (zona Leste). Cada novo salão recebe investimento médio de R$ 2 milhões. A própria fundadora virá a São Paulo neste sábado, 17, para uma palestra às consumidoras paulistas, às 10 h, no Centro de Convenções do Centro Universitário Senac, da Av. Engenheiro Eusébio Stevaux, também em Santo Amaro.

Na ocasião, Zica contará às participantes a história do Beleza Natural, que surgiu em um fundo de quintal, em 1993, na Tijuca e, tratando cabelos crespos e cacheados, conseguiu expansão para 13 unidades nos estados do Rio de Janeiro, Espírito Santo e Bahia. O diferencial da rede é um tratamento desenvolvido pela própria Zica e seu marido, Jair, o Super-Relaxante - que será demonstrado na ocasião. O produto, eles garantem, ajuda a definir os cachos e tira o volume dos fios sem alisá-los – daí o nome da rede.

Hoje, o Instituto Beleza Natural possui uma linha de produtos com 50 itens; um Centro de Desenvolvimento Técnico formará 79 pessoas para trabalhar na primeira unidade paulista da marca. Nos demais estados, a rede já atende atualmente 90 mil clientes por mês. (...)

A operação tem 1.700 funcionários distribuídos nos treze salões, na sede e na fábrica Cor Brasil; 80% deles, garante a empresa, já eram clientes e foram convidados a fazer parte da equipe. Muitos são apoiados pela política de primeiro emprego da marca, que não demanda experiência profissional para muitas das vagas que oferece e treina os candidatos.

Além de Zica e do marido, são sócios Rogério Assis e Leila Velez, ambos ex-funcionários do McDonald’s. A experiência anterior fez com que estes implantassem no Beleza Natural processos semelhantes a uma linha de montagem para a realização dos serviços, o estabelecimento de padrões de qualidade nos produtos que comercializa e a preocupação com um atendimento “encantador”.

É mano, bagulho vai ser louco. Liga que a mulherada de São Paulo já colava nos salões do Rio de Janeiro, tipo bonde das cacheadas, alugando ônibus, van, lotação, avião, uscambau. Sente o drama:
Instituto Beleza Natural abre primeira loja em São Paulo
Pequenas Empresas Grandes Negócios, 3/6/2013

Com 13 lojas em três estados brasileiros, o Instituto de Beleza Natural – rede de salões especializada em cabelos ondulados – chega a São Paulo com a meta de abrir três lojas ainda este ano. O projeto de expansão começou a ser estruturado quando a empresa notou que mais de 4 mil clientes iam da capital paulista só para tratar o cabelo em uma das dez lojas do Rio de Janeiro.

“O fato de São Paulo ser a capital do país em termos de crescimento, economia e salários também nos estimulou. A ideia é atender o público paulista e também trazer caravanas que hoje saem do Sul do país com destino ao Rio”, afirma Jacqueline Alves, superintendente de marketing da Beleza Natural. Cerca de 40 mil clientes da rede chegam aos salões por meio das caravanas que a empresa realiza.

A primeira loja aberta em São Paulo será inaugurada em setembro, no Mais Shopping, no Largo Treze de Maio, em Santo Amaro. Para escolher o lugar, a rede contratou um instituto de pesquisa para mapear pontos da cidade com maior concentração do público-alvo do Instituto: mulheres com mais de 15 anos com cabelos crespos/cacheados, negras e pardas, pertencentes à classe C.

“Escolhemos o Largo Treze pelo volume de clientes que podemos atingir na região e pela facilidade de chegar ao shopping. A ideia é que nosso público, prioritariamente da classe C, tenha acesso a nossas lojas por metrô ou ônibus”, diz Jacqueline. A previsão é abrir dois pontos na cidade: um na Zona Leste e outro no Centro. Com as três lojas, a expectativa da rede é de aumentar o faturamento em até 25%.

Com investimento de R$ 2,5 milhões, as lojas terão 400 metros quadrados e seguirão a configuração das demais do país, com áreas alinhadas e reservadas para cada etapa do tratamento do cabelo. Do relaxamento ao penteado, a rede usa produtos de fabricação própria desenvolvidos na fábrica Cor Brasil Cosméticos, no Rio de Janeiro. Jacqueline estima que o Instituto Beleza Natural deverá contratar entre 120 e 150 funcionários por loja.

A principal diferença do negócio em São Paulo para os outros estados deverá ser o tíquete médio, mais caro entre os paulistas. “Enquanto no Rio os clientes gastam em média de R$ 150, esperamos que em São Paulo esse valor aumente, alcançando R$ 180”, afirma Jacqueline. A rede também aposta num público maior e se estrutura para receber até mil clientes por dia na cidade.

Com mais de 1700 colaboradores e um crescimento médio de 30% em faturamento ao ano, o Instituto também está preparando a inauguração de mais duas lojas no interior do Rio de Janeiro, em Campos e Volta Redonda, e uma em Salvador (BA).

 Milidias quando o Beleza de Blog mandou o salve, a banca da Dona Zica cabelereira estava no veneno recrutando a molecada de SP pra juntar no bolinho. Tipo, foram mais de 200 vagas abertas para os cargos de Auxiliar de Cabeleireira, Cabeleireira, Estoquista, Auxiliar de Manutenção, Jovem Aprendiz, Recepcionista, Assistente Administrativo, Atendente de Loja, Assistente de Atendimento, Assistentes de Marketing e Auxiliar Operacional. Do total, 70% das vagas exigiram apenas o ensino médio completo. A seleção foi sendo feita em parceria com a Microlins de 19 a 31/8/2013 pelo link vagas.com.br/belezanatural.

Sentiu firmeza? Não me acompanha que não sou novela :-)


-> Arquivo: 29.7.2013 : Livro de tatuagem com letras de graffiti
-> Arquivo: 3.7.2013 : Cabelo crespo de estagiária seria contra padrão de escola em São Paulo/SP
-> Arquivo: 27.3.2012 : Monalisa, personagem de novela inspirada no sucesso da cabeleireira Dona Zica do Beleza Natural
-> Arquivo: 12.1.2012 : Salão da Dona Zica cabeleireira Beleza Natural no Facebook

A revolução não será televisionada

The revolution will be live

Tipo só como registro, resgatando aí embaixo um thread sobre a revolução não será televisionada, blogs, narrowcast na Lista Palindromo mais de 11 anos atrás. Se pam, vale se jogar dando play na tradução do poema do Gill Scot Heron feita pelo blog do Nicholas Gimenes no YouTube.




A revolução não será televisionada

07.02.2002 - Falai' palindromos,

Mano, posso ate' estar pagando comedia, mas se pam o confronto entre a informacao q vem da midia broadcast ou qdo neguinho sai catando nos blogs e' tipo economia de rede/informacao versus economia de producao de massa/industrial.

Vai vendo: pra mim no fundo a midia e' o intermediario entre eu o fato. Qdo colo nos blogs, listas ou sites pessoais levo uma fe' q estou mais proximo da realidade do assunto q me interessa. Vendo uma materia na epoca, veja, globo reporter ou superinteressante a impressao e' q os bacanas estao me tirando, ai' ficou pequeno.

Na rede vc e' q acaba fazendo o papel do reporter, e' self-service ate' umas horas. Comigo e' tipo radio peao, e' so' partir pra dentro nos blogs dos designers, cybermanos ou geeks, q ja' to sabendo o q rola, qdo sair no jornal papel ta' ligado q nao e' mais noticia. Vai vendo: unusmundus,  samizdat, 42, pretobomba, tom-b, bricabraque, joelhasso, capao, e' daquele jeito...

Outra coisa, o dimantas mandou bem versando q blog e' informacao/opiniao pessoalizada, mano os bacanas da midia mainstream sabem q os leitores/clientes pagam um maior pau pros colunistas q mandam bem, tipo ter verissimo, joelmir, lilian, ze simao, uscambau e' q  faz muito neguinho assinar jornal ou tv. Se pam colunista/ancora e' o blog na midia de massa, e' embacado ou nao e'?

A revolucao nao vai ser televisionada!

Tem o dom?

\//
Tupi


Pedro Doria perguntou:

A revolucao nao vai ser televisionada!

Bacana, bicho.

Mas traduz ae, vai. ;-)


-> Arquivo: 29.4.2013 : Descobriram
-> Arquivo: 4.1.2012 : Sacrifício de uma geração
-> Arquivo: 14.11.2011 : Nossa língua brasileira
-> Arquivo: 8.9.2011 : Curso de chinês de graça para estudantes da periferia
-> Arquivo: 1.8.2011 : The revolution will be webified
-> Arquivo: 1.8.2011 : 3 conselhos que me deram quando comecei
-> Arquivo: 20.7.2011 : Re A Web é vermelha
-> Arquivo: 20.7.2011 : História do Tupi da Taba Parte 1 (1995 a 2000)
-> Arquivo: 15.7.2011 : Ticket 171
-> Arquivo: 7.7.2011 : Guetostar, de volta eu tô no rap
-> Busca no Mercado Livre : Smartphone, Gil Scott-Heron, Tablet, Rap e Curso de Inglês

Re: Propostas do Tupi para Blogchalking

Chalk Rainbow

Tipo endolando e compartilhando o arquivo de milianos, mais um thread sobre blogchalking na Lista Metafora de mais de 11 anos atrás.

Re: Propostas do Tupi para Blogchalking

24.07.2002 - Falai' Daniel, PR e Metaforas,

Daniel Pádua  escreveu (msgs originais abaixo):
É vero que tenho metas - icones pra todos os gostos e uma forma de busca eficaz. Depois o lance do online->offline.

Firmao, nada mais justo do q quem idealiza a parada definir as metas e o grau de abertura do projeto. Se pam do q vc versou a unica diferenca q sugeri no wiki e' mais servicos online alem da busca... o lance do offline -> online tb paguei um pau e' ta' wikado mil graus :-)

Acho que usei a palavra errada pra falar do que não concordo. O que eu não curto é trabalhar a coisa como um plano super definido, prefiro ver o que atraiu as pessoas, e gradativamente pensar algumas coisas novas para expandir esse benefício e desenvolvê-las.

Blz! A parada q vc descreve de esperar antes de dar cada passo o feedback dos usuarios e o status da situacao tb e' um tipo de planejamento/estrategia pra evolucao do projeto. Um metodo mais guerrilheiro, podeixa' q eu coloco essa levada como plano A trocando no metaforawiki.

Até quero pedir desculpas proce Tupi, se ficou parecendo que nem dei valor à sua participação, cara.

Nao esquenta pq to achando pela ordem a correria do blogchalking! A sua ideia ja' e' um sucesso e pode partir pra dentro pq tem mais potencial ainda... enquanto for um projeto colaborativo eu quero mais e' continuar dando linha na pipa q e' daquele jeito :-)

To com umas ideias pra fase do blogchalking online -> offline, tipo um alfabeto universal na levada do warchalking so' q indicando os bloggers q vivem/frequentam a redondeza. Assim q estiver mais evoluido eu wiko e aviso.

Nada como um dia apos outro dia.

\//
Tupi


Propostas do Tupi para Blogchalking

24.07.2002 - Msg de Daniel Padua

PR, Tupi, galerall,

É vero que tenho metas - icones pra todos os gostos e uma forma de busca eficaz. Depois o lance do online->offline.

Acho que usei a palavra errada pra falar do que não concordo. O que eu não curto é trabalhar a coisa como um plano super definido, prefiro ver o que atraiu as pessoas, e gradativamente pensar algumas coisas novas para expandir esse benefício e desenvolvê-las.

Inclusive, essa expansão gradativa é pra ser descentralizada também. Se alguém fizer o sistema de busca antes de mim, não tem problema, contando que não altere o padrão de palavras-chave.

Resumindo: acho a parada muito fechada ainda e muito centralizada em vc. Vislumbro algo mais colaborativo, mais aberto.

Esse lance da centralização é temporário e eu não quero isso de jeito nenhum - é que falta o espaço no site para liberar uns padrões e os arquivos para os esforços colaborativos, sem minha intervenção. Estou fazendo isso aqui, so nao acabei ainda. Foi mal.

Até quero pedir desculpas proce Tupi, se ficou parecendo que nem dei valor à sua participação, cara. Fica a vontade, mano! É que ainda não fiz as coisas necessárias pra facilitar essa participação coletiva (ce tbm tá certo nisso, PR) e to meio sobrecarregado com outra pancada de coisas a resolver na minha vida. Só dá um tempim que eu arrumo a casa aqui.

aloha,

Daniel


Re: Propostas do Tupi para Blogchalking

24.07.2002 - Msg de Paulo Colacino

Daniel

Li suas críticas aos pams do Tupi.

Algumas coisas eu concordo outras não... então vamos discutir...

OBS: De qualquer forma o projeto é seu e vc faz o que quiser ;) mas vamos aos pitacos...

Daniel falou:
O que eu não gostei:
1)  Preocupar com metas para o Blogchalking.

Daniel, posso estar errado mas vc já TEM METAS. Suas próprias preocupações com aquilo ou com isso são metas para o blogchalking. Só precisa escrevê-las, discutí-las etc.

Discordo em não ter metas pois a coisa fica um pouco sem rumo. O foco direciona os trabalhos seus e de quem quer ajudar. Agora se vc naum pretende que o projeto seja COLABORATIVO / COLETIVO, blz, vc é quem pensa, faz, programa, compila as críticas, transforma em melhorias, etc.

Insisto: vc já tem metas. O que não está claro é o grau de OPEN que vc quer dar ao projeto. Por hora é vc quem está tocando sozinho.

Daniel falou:
Atualmente, o que está sendo complicado para o sistema é que o Google e outros sistemas de busca não estão pegando os blogchalks em escala e os requisitos para que as palavras-chave sejam indexadas exigem um nível de formatação delas no blog que pode beirar as práticas proibidas pelos próprios sites de busca. To concentrado nisso, porque faz parte da preocupação essencial. Uma solução? Já pensei nas mini-keywords (que to até usando no meu blog) e acrescentar o + na frente das palavras, mas resolvi não colocar no ar antes de pensar mais um pouco. Eis que um cara me procurou dizendo ter feio um spider só para blogchalks. Tá linkado a’ embaixo, fui lá, vi e gostei, mas precisamos agora de criar uma interface de busca para procurar nos registros deste spider. Talvez precise de um host para centralizar essas buscas (a’ sim *talvez* precisariamos de grana).

Ok o blogchalking apresentou um problema. E quem está trabalhando nas soluções? Só vc ? Ou tem mais alguém ajudando?

Novamente acho se o projeto estivesse mais aberto, tipo ter uma página para desenvolvedores e tal... as idéias já tariam fluindo e quem sabe o problema estaria acabado. Nós discutimos aqui no Metáfora algumas coisas. Mas n‹o muitas. Tem muita gente boa por aí que curtiu a parada mas não sabe nem como participar. Por isso elogiei o TUPI e vislumbrei ali uma maior ABERTURA do projeto, caordem, etc.

Daniel falou:
http://radio.weblogs.com/0110159/2002/07/23.html#a60
(effective blogchalking) Se este sistema de busca sair mesmo, ent‹o resolvemos definitivamente a preocupação essencial e podemos viajar mais longe.


Primeiramente não acredito que usar o padrão OPML vai ser a parada. Mas já é um começo. Muita gente pode ter interesse no serviço de search. O projeto tem que ser rápido o bastante para que alguém n‹o faça a parada primeiro. O Chalking já tá na cabeça das pessoas e saiu na frente... mas precisa continuar evoluindo.

2) Traços comerciais em uma ideia totalmente free e legal e subversiva justamente por não aproveitar a visibilidade para sugar recursos. O projeto é trabalho voluntário em prol do blogverso. (...)

Blz concordo. Mas repito: as bases do trabalho voluntário tem que ser melhor definidas para que ocorra uma maior participação. Enquanto ce tá dormindo e sonhando com a mina do bar, um topera lá da Finlandia tem uma idéia pro blogchalking... mas como ele pode chegar até vc que é o líder?... ou mesmo antes de vc acordar o cara programar uma p‡ de coisas e outro cara da Rússia melhorar, e outro, outro, outro... Qdo se acorda toma um susto hehehe de tanta coisa boa que surgiu do nada.

3)  Tupi, apesar da idéia ter nascido dos bate-papos na lista, n‹o quero que isso seja usado pra promovê-la e nem quero tomar uma postura de empreendimento com relação a isso. Prefiro melhorar a coisa aos poucos através da demanda dos próprios usuários. N‹o quero burocratizar ou formalizar nada. Detesto planejamentos, metas. Se o blogchalking for se tornar referência de alguma coisa, vai acontecer sem precisar planejar isso. Só precisamos continuar aperfeiçoando a parada e ouvindo as vozes do blogverso.

Ok. Porém ainda acho que vc tem várias coisas planejadas, metas, etc... só que isso tá dentro da tua cabeça. É uma escolha sua. Mas ainda acho que se o projeto fosse mais OPEN a inteligência coletiva ia rolar.... e a’ realmente talvez vc nem precisasse de muito planejamento... talvez outras pessoas poderia mfazer isso por vc. Até o Linus tinha metas... pq vc naum teria? Vc tem.

4) Começou como uma brincadeira de roda, vai ficar como brincadeira de roda. Fica nela quem está com tesão.

Ok. Mas como aumentar o tesão do pessoal ? Essa é a parada. Como chamar pra roda gente que "brinca" bem, tanto no off-line como na rede?

Resumindo: acho a parada muito fechada ainda e muito centralizada em vc. Vislumbro algo mais colaborativo, mais aberto.

Essas são minhas críticas... na buena. Se a intenção é fazer o negócio crescer, o lance é convidar mais gente pra festa.

( )s

PR


-> Arquivo: 23.1.2012 : Blogchalking, o primeiro meme brasileiro de repercussão mundial
 -> Arquivo: 19.10.2011 : Recicle1politico
-> Arquivo: 1.8.2011 : Re The revolution will be webified
-> Arquivo: 12.8.2006 : Blogblogs, o Technorati brasileiro com moeda digital Blogpoints?
-> Arquivo: 7.6.2006 : Toplinks, o Blogdex brasileiro pode acabar
-> Arquivo: 19.1.2006 : Edney (Interney) conta q largou emprego pra virar blogueiro profissional
 -> Arquivo: 25.5.2005 : Carreirasolo.org discute sustentabilidade de blogs tupiniquins
-> Coletando : Amazon : Livro - The future of money. Creating new wealth, work and wiser world.
-> Compartilhando Banners : Livros : Blogs! , Emergência. A dinâmica de redes em formigas, cérebros e cidades, A Sociedade do Espetáculo e Marketing Hacker
-> Coletando : Mercado Livre : Busca : Blogs, Giz, Tablet e Scripts 

29.7.13

Livro de tatuagem com letras de graffiti


Liga que o livro Graffiti Tattoo Kings of Skin (Tatuagem Graffiti Os Reis da Pele) está a venda na Livraria Cultura morrendo R$ 47,10 na versão com a encadernação em brochura, preço de hoje 29/7/2013. 1,2 a versão encadernada também está disponível e custa R$ 75,30, suave monstrão.


O maluco autor do livro, lançado em 2010, Alan Ket, em seu perfil no twitter (@alanket) paga de artista, vândalo, escritor, curador, fotógrafo, Nova Iorquino e diretor de fotografia da revista Vice. No post de 26/4/2010 no blog Blen 167 - King of skin graffiti tattoo by Alan Ket (Reis da pele tatuagens graffiti por Alan Ket) - o mano manda um salve pro autor agradecendo a inclusão no livro lado a lado de outro grafiteiro porto riquenho Writer Fibs, da posse Os Cru.

Ligeiro segue a tradução da intro do livro, se pam, vai vendo:
Vários grafiteiros na busca para aprimorar seus talentos artísticos e ganhar um meio de vida honesto tem se aproximado naturalmente de ambientes artísticos. Desde os anos 70 estes artistas deram um salto se transformando em muralistas, pintores, designers de moda, diretores de arte, e mais tarde, artistas de tatuagem. Similar ao movimento graffiti e arte da rua onde os artistas disputam e batalham um contra o outro pela atenção do público e ser reconhecido como o melhor, o mesmo acontece no mundo da tatuagem. Estes técnicos da pintura com spray com sua maestria nas cores e estilos selvagens estão criando um impacto no mundo todo e mudando o negócio da tatuagem adicionando letras grossas e através da criação de uma nova linguagem para a pele. A linguagem recheada de letras e sombras do graffiti que representam uma fuga do design tribal e do estilo marinheiro. Junte-se a nós na celebração dos trabalhos dos melhores artistas que fizeram a transição das ruas para os estúdios de tatuagem ao redor do mundo, incluindo Jason Kindel, Mr. Went, Med, Ces, Chucho e muitos outros mais.

Teve o dom!  1-2 no bolinho pra se jogar em um livro com as tatuagens graffiti e pixação aqui no Brasil. Dando um pião no Facebook, Instagram, se pam já dá pra trombar com uma pá de tatuagem de neguinho mostrando o braço, virilha, costas, ombros, pescoço, tornozelo, peito, mãos, uscambau, desfilando em Pindorama. Pra juntar, diagramar e cair pra dentro de um livro tupiniquim, dois palitos.


-> Arquivo: 29.4.2013 : Teleferico do Alemão e o turismo na favela-> Arquivo: 24.4.2012 : Pixação gigante com extintor de incêndio no Brasil-> Arquivo: 5.3.2012: Seu nome com letras de graffiti e pixação no Facebook
-> Arquivo: 17.8.2006 : Handselecta, tipos de letras com graffiti e pixação
-> Coletando : Livraria Cultura: Livros Graffiti Brasil e TTSSS, A grande arte da pichação em São Paulo
-> Coletando : Mercado Livre : Pintura, Tatuagem, Tinta, Henna e Graffiti
-> Camisetando : Temas de Estampas : Arte da Rua

Blog Bar Reverso

Blogger Bar Brunch #FSBlogBar - August 5, 2012

Thread sobre correrias c2c na Lista Metafora tipo uma década atrás qdo o mano Dpadua estava vivo. Milianos antes de Foursquare, Yelp, Kekanto, uscambau.

Blog Bar Reverso

14.02.2003 - Falai' metaforas,

Daniel Pádua escreveu:

O legal seria criar uma rede entre bares médios, que tem aquela clientela mais ou menos constante, ou seja, que já possuem algum embrião de comunidade. Interligar essas comunidades é que seria um avanço em termos de sociedade...

Paguei maior pau pra essa ideia de Blogbar, richmedia, p2p, blogs, avaliacao/guia/diretorio, uscambau.

Vai vendo, se pam a levada open source e p2p pode se jogar alem do codigo e copyleft, tipo estrumbar esse raciocinio aberto e descentralizado tb no mkt e planejamento do projeto pa' e tal.

Tipo, o blog do bar tem mais valor do q o blog do frequentador?

Em q blog vc trombaria com uma opiniao, avaliacao de servicos e produtos mais isenta, no blog do estabelecimento ou no blog do frequentador?

Liga virar o esquema? O projeto poderia ser baseado nos blogs dos frequentadores, tipo um site esquema trackback ou toplinks de posts de baladas e avaliacoes de estabelecimentos espalhados pela blogosfera. Mil graus se tiver adendos paralelos com esquema editorial, kit pc metareciclados, comunidade de usuarios drupal, kit lan cybercafe, material de decoracao de ponto de venda e merchandising em pdf copyleft, cartao de fidelidade, uscambau.

Se pam aproveitar a reputacao q o blogchalking eo blogchalking reverse ja' tem o dom e lancar a ideia como agregado da marca. Liga nois q o blogbar vira um demarcador da presenca fisica dos blogs. Tipo na parede, mesa ou cardapio tem um tag: este bar foi visitado e blogchalkado, veja em url x ou leia os hobo languages abaixo :-)

Numa boa, um projeto desse tem que ser muuuuito barato e simples de implementar. Cuidado pra não transformar a idéia simples num elefante branco e mega-centralizado.

Liga nois, no esquema copyleft opensource p2p, o material digital (software, imagens, tutoriais) e' aberto para a comunidade, neguinho se loga no drupal, faz o catado e roda o script.

Se pam podemos experimentar a remuneracao ser via moeda digital e social, um esquema de moeda "local" ou interface para clube de trocas (troco cerveja por codigo, etc). Inspirada no esquema do movimento monetario mosaico, no paypal e no rocketcash (moeda digital q a cocacola milianos esta' experimentando com adolescentes nos eua).

http://www.momomo.org

http://www.rocketcash.com

Na correria de imaginar cenarios para o crescimento do blogchalking/blogchalking reverso, milianos rolou uma conversinha de invadir bares, baladas uscambau.

http://wiki.projetometafora.org/index.php?BlogChalking%2FEstrategia

A revolucao nao sera televisionada!

Fui, nem me viu.

\//
Tupi


Re: Blog Bar Reverso

18.02.2003 - Msg de Felipe Fonseca

Tups,

Tupi versou:

Liga virar o esquema? O projeto poderia ser baseado nos blogs dos frequentadores, tipo um site esquema trackback ou toplinks de posts de baladas e avaliacoes de estabelecimentos espalhados pela blogosfera.

Boa. Começando lateralmente. Aí entrei. Temos que ver como monta um diretório de tracks. E ver se o novo blogger.com/google vai ter alguma coisa com isso.

Se pam aproveitar a reputacao q o blogchalking eo blogchalking reverse ja' tem o dom e lancar a ideia como agregado da marca. Liga nois q o blogbar vira um demarcador da presenca fisica dos blogs.

Barchalking...

Tipo na parede, mesa ou cardapio tem um tag: este bar foi visitado e blogchalkado, veja em url x ou leia os hobo languages abaixo :-)

Aí é fogo.. tem que ter dono de bar blogueiro.

Se pam podemos experimentar a remuneracao ser via moeda digital e social, um esquema de moeda "local" ou interface para clube de trocas (troco cerveja por codigo, etc). Inspirada no esquema do movimento monetario mosaico, no paypal e no rocketcash (moeda digital q a cocacola milianos esta' experimentando com adolescentes nos eua).

Ou vai esquema f2b, centraldedesejos etc.

E falei com o maratimba, capaz de rolar esquemão sesc e tal. Isso é que a gente tinha que montar. Os caras têm uma pusta estrutura pra dar jogo e ninguém faz nada.

f.izq


Re: Blog Bar Reverso

18.02.2003 - Msg de Maratimba

E falei com o maratimba, capaz de rolar esquemão sesc e tal. Isso é  que a gente tinha que montar. Os caras têm uma pusta estrutura pra dar jogo e ninguém faz nada.

esquema sesc eu acho show! a gente testa na casa das rosas algo... o eduardo (o neovoluntário pensou a mesma coisa... sincronicidade pouca é bobagem!)

segue os comments dele no icq: tipo, podemos rolar algo como aquele Blog Bar ... e deixar o povo acessar as máquinas e comentar .. tipo, uma Intranet com Guest Book !

Apenas para chamar a atenção do usuário para acessar as máquinas ...

com os usuários acessando as máquinas, podemos saber se está lento ou não ... e tudo mais ... fácil para nós usarmos ... agora, temos que testar o POVO usando !

Ai nois pega o projetim e eu vou bater na porta de um tiozinho que diz a lenda que manda prender e soltar por lá... no máximo vai ser cara na porta!

;)

-> Arquivo: 10.9.2012 : Re: Meta Reciclagem, Agente Cidadão, etc
-> Arquivo: 23.1.2012 : Blogchalking, o primeiro meme brasileiro de repercussão mundial 
-> Arquivo: 19.10.2011 : Recicle1politico
-> Arquivo: 15.7.2011 : Ticket 171
-> Arquivo: 11.10.2006 : Cervejas Sudbrack de Blumenau, matéria no Estadão
-> Arquivo: 8.9.2006 : Porque o brasileiro sempre deixa sobrar comida no prato
-> Arquivo: 23.6.2006 : Freebeer.org - Cerveja open source ex-VoresOl
-> Arquivo: 1.6.2006 : Desperdício de alimentos: Brasil campeão mundial.
-> Arquivo: 28.11.2005 : Projeto Metacafé, Cyrano disse.
-> Arquivo: 19.9.2005 : Festival da Cerveja artesanal e open source
-> Busca no Mercado Livre : Cerveja, Tablet, Bar, Cachaça e Smartphone

Re: Blogchalking Overdone

Wifi signal around here (2)

Thread sobre blogchalking na Lista Metafora mais de 10 anos atrás:

Re: Blogchalking Overdone

16.07.2002 - Falai' metaforas,

Charles Roberto Pilger escreveu:
Blogchalking overdone
http://www.nickdenton.org/archives/2002_07_01_archive.htm#85239616

And the problem that both  warchalking and blogchalking have in common: they each rely on an  unreasonable amount of user effort.

To ligado q esse gringo ta' achando embacado a parada dos chalks pq depende muito se neguinho tem o dom de sair com um giz no bolso ou colar os codigos nos proprios blogs pa' e tal.

Mano, mas se pam essa ideia de esperar q um engine/software q paga uma de gatao e faca tudo pra vc ser so' um "usuario", um terminal burro passivo ou um "assinante de servico online" e' arquitetura cliente-servidor ate' umas horas. Ideologia da cultura industrial de massa, um-dois, caixao!

Vai vendo: qdo a revolucao do napster partiu pra dentro, a correria maior dependia de neguinho digitalizar pra mp3 sua discoteca e disponibilizar na rede p2p, quer mais unreasonable amount of user effort q isso??? Ta' bom, tem outra revolucao user effort no veneno, a dos blogs! Uma pa' de neguinho tem q ter o dom de atualizar todo dia os blog pessoais com fotos, ideias, textos e comentarios ineditos coisa q esse proprio gringo faz, sentiu firmeza?

Ai' ficou pequeno!

\//
Tupi

-> Arquivo: 10.9.2012 : Re: Meta Reciclagem, Agente Cidadão, etc  
-> Arquivo: 1.8.2012 : Re: Metarecursos
-> Arquivo: 3.7.2012 : Reflexões: Capítulo "Dos Celulares Pré-Pagos e Pós-Pagos"
-> Arquivo: 3.7.2012 : Metáfora remunerada
-> Arquivo: 1.8.2011 : Re: The Revolution Will Be Webified  
-> Arquivo: 23.1.2012 : Blogchalking, o primeiro meme brasileiro de repercussão mundial
-> Arquivo: 28.9.2006 : Recicle1Político 3.0, nós vencemos!
-> Arquivo: 12.8.2006 : Blogblogs, o Technorati brasileiro com moeda digital Blogpoints?
-> Compartilhando Banners : Livros : Emergência. A dinâmica de redes em formigas, cérebros e cidades, TAZ. Zona Autônoma Temporária e Marketing Hacker
-> Busca no Mercado Livre : Wi-Fi, Tablet, Giz, Adesivos e Smartphone 

29.4.13

Teleferico do Alemão e o turismo na favela

Complexo do Alemão, Rio de Janeiro.

Liga que o teleférico que liga as favelas do complexo do Alemão no Rio de Janeiro/RJ ligeiro já paga uma de roteiro turístico alternativo, com maluco passeando, visitando, tirando foto, acenando, dando bom dia até pro boi, no bolinho lado a lado com morador da comunidade, favelado, guia turístico, tradutor de dialeto, uscambau.

Maluco do Jornal O Globo aproveitou e tirou uma de gringo que cola curioso em ver a goma da invasão da UPP, fita que ficou famosa mundialmente mostrando a fuga dos soldados do morro, fuzil, metralhadora na mão, bermuda, chinelo, dando pinote na estrada de terra da Serra da Misericórdia batizada de Estrada do Bope, daquele jeito.

Liga trechos da matéria de 15/1/2012:

Teleférico do Complexo do Alemão entra para a rota turística


O novo meio de transporte de moradores da região atrai turistas interessados em conhecer a comunidade

Ele atraiu olhares do mundo inteiro com uma fuga cinematográfica no fim de 2010, quando traficantes escaparam das forças militares correndo por uma estrada de terra. Agora, o Complexo do Alemão segue atraindo o interesse de pessoas de outros estados e países. Mas tirou o medo da rota e vem ganhando status de atração turística desde que o teleférico passou a funcionar em horários ampliados, em dezembro do ano passado, deixando de ser somente um meio de transporte para os moradores. De acordo com a Supervia, a perspectiva é que, com o início da operação plena, o número de passageiros transportados chegue a 30 mil por dia. Percebendo as boas oportunidades da mais nova atração turística do Rio, agências de turismo oferecem tour pelo complexo, com vista panorâmica e caminhadas por dentro da comunidade. De acordo com o coordenador da Rio Turismo Legal (projeto que oferece o serviço), Ronald Ferreira, o percurso mais solicitado pelos turistas é a Serra da Misericórdia, que ficou conhecida popularmente com a Estrada do Bope.

- É quase unânime. Eles já chegam perguntando se é possível conhecer a estrada que apareceu na TV e que foi notícia no mundo inteiro quando o Exército chegou ao complexo - afirma Ferreira.

(…)

Em sua segunda viagem ao Rio, o casal Cristiano Aldriguete, de 35 anos, e Regiane Durante, de 33, levou os filhos Henzo e Cadu, de 5 e 1 ano, para um passeio bem diferente do que fizeram quando estiveram pela primeira vez na cidade. O empresário e a fisioterapeuta estavam curiosos com o roteiro alternativo.

- É a primeira oportunidade que nós temos de manter um contato direto com a comunidade. Ainda não sabemos o que vamos encontrar por lá. Estou ansioso e satisfeito com essa nova possibilidade de passeio — afirma o empresário de Jaguariúna, interior de São Paulo.

Já a moradora de Higienópolis Joana Darc da Silva, de 55 anos, levou pela segunda vez familiares de fora do Rio para conhecer o teleférico. Eles se mostraram impressionados com a vista do lugar, que antes só conheciam pela televisão.

- Vi a estrada onde aconteceu a fuga dos traficantes, que acompanhei pela TV. Também andamos por dentro da comunidade e tem bastante policiamento. Coisa de turista mesmo - conta, aos risos, o aposentado de São Paulo Juarez Pereira, de 72 anos.

Quem viu no Teleférico do Complexo do Alemão uma oportunidade de novos horizontes nos negócios na rota turística da cidade foi o coordenador do projeto Rio Turismo Legal, Ronald Ferreira, que há um ano vem oferecendo pacotes turísticos.

- Mesmo antes das Forças de Pacificação, já percebia o interesse dos turistas em conhecer a comunidade, já que o favela tour era praticado no Rio há algum tempo, principalmente por turistas de outros países. Desde novembro de 2010, estamos realizando o roteiro, que é um sucesso — diz Ferreira, que chega a guiar de 30 a 40 pessoas por passeio.

De acordo com o guia , a captação de turistas acontece por meio dos próprios hoteis. Os hóspedes mostram interesse em ir ao complexo e os estabelecimentos indicam o projeto.

- Grande parte dos turistas é americana e a rota mais pedida continua sendo a Serra da Misericórdia, que acabou ficando conhecida como a Trilha do Bope. Ofereço o pacote por R$ 40, incluindo o passeio no Teleférico, caminhada a pé por dentro da comunidade e um lanche - explica Ferreira, que também vende o passeio em sites de compras coletivas pela internet.

O Teleférico do Alemão tem 3,5 km de extensão e 152 gôndolas, com capacidade para transportar dez passageiros cada uma. A viagem da primeira estação, em Bonsucesso, à última (Palmeiras) dura 16 minutos. O funcionamento é de segunda a sexta-feira, das 6h às 21h; sábados, das 8h às 20h; domingos e feriados, das 9h às 15h.


O Teleférico A e a Comunidade

Liga que logo que foi inaugurado, os moradores da comunidade e os cariocas de outros bairros foram conhecer o teleférico e o sistema de transporte público flutuante. Vai vendo matéria no portal Terra de 11/7/2011:

Com favelas pacificadas, cariocas testam teleférico do Alemão

(...) Apesar do pedido do governador do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral (PMDB), para que não fossem empinadas pipas próximo ao teleférico, dezenas delas podiam ser vistas entre as gôndolas que ligam seis comunidades. O local recebe o teleférico pouco mais de sete meses após sua ocupação por parte de forças de segurança em uma ação contra o tráfico, ocorrida depois de uma série de ataques na cidade em novembro.

De olhos vidrados na janela da cabine, Kaique Fernandes Santos, 7 anos, ficou impressionado com a proximidade com que as cabines passam das casas em alguns pontos. "Dá para ver tudo lá dentro", disse. Ele foi da Ilha do Governador, onde mora, ao Complexo do Alemão levado pelo avô Maicon Oliveira dos Santos, 63 anos. A irmã, Brenda, 4 anos, também se divertia no trajeto.

Nívia Vânia Pereira, 21 anos, aproveitava a mobilidade do teleférico para passear com seu marido, Fábio Alves, 23 anos. Com sete meses de gestação, Nívia comemorou a chegada do novo meio de transporte. "A estação Palmeiras fica bem perto da nossa casa", afirmou. O casal trabalha na própria comunidade e disse que não deve necessitar das gôndolas diariamente. Fábio, no entanto, reconhece que o teleférico pode ser de grande serventia para quem trabalha no centro. "Antes o pessoal gastava até R$ 7 para ir de um lado a outro no Complexo. Agora vai ser só R$ 1", afirmou.

(...) O teleférico do Complexo do Alemão tem 152 gôndolas para o transporte de 3 mil passageiros por hora. Em cada gôndola, cabem oito pessoas sentadas e duas em pé. Para percorrer o caminho entre a primeira estação, Bonsucesso, e a última, Palmeiras, são necessários 16 minutos. Nas primeiras quatro horas de funcionamento, o teleférico recebeu 8,6 mil passageiros.

Violência no Rio

O Complexo do Alemão está ocupado pelas forças de segurança desde o dia 28 de novembro de 2010. A tomada do local aconteceu praticamente sem resistência numa ação conjunta da Polícia Militar, Civil, Federal e Forças Armadas. A polícia investiga uma possível fuga de traficantes pela tubulação de esgoto do Alemão antes dos policiais subirem o morro. Na quinta, 25 de novembro de 2010, a polícia assumiu o comando da Vila Cruzeiro, na Penha. Ambos dominados, até então, pela facção criminosa Comando Vermelho. As ações foram uma resposta do Estado a uma série de ataques, que começou na tarde do dia 21 de novembro de 2010. Em uma semana, pelo menos 39 pessoas morreram e mais de 180 veículos foram incendiados por criminosos nas ruas do Rio de Janeiro.

A reportagem do O Globo mandou um salve pra tiozinho vendendo passeio por site de compras coletivas, quando o bagulho estava na moda, uma pá de paga pau, economizando, na fissura atrás de desconto, uscambau. Se pam fazendo referencia a outra matéria que saiu no Estadão em 5/8/2011, vai vendo:

Tour no Alemão está até em site de compra coletiva
Por: Clarissa Thomé / RIO - O Estado de S.Paulo

Entre curiosidades do passeio está a movimentação das tropas do Exército

Os sites de compra coletiva descobriram o Complexo do Alemão, na zona norte do Rio. O passeio pelas seis estações do teleférico é vendido como uma visita "à mais fantástica comunidade do Rio de Janeiro". O roteiro inclui passeio a pé pela favela pacificada desde novembro, em um trecho percorrido em cerca de 30 minutos. Moradores de Manaus, São Paulo e Brasília estão entre os compradores do pacote, que sai por R$ 15,00.

O visitante faz um tour acompanhado por guia turístico credenciado. No trajeto, o profissional aponta as curiosidades - Igreja da Penha, Ponte Rio-Niterói, Engenhão, as obra do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), a movimentação das tropas do Exército, que continua ocupando as favelas, e até o Cristo Redentor e o Pão de Açúcar que podem ser avistados de longe.

Mas não é isso que chama a atenção do turista. "No Pão de Açúcar, no Cristo, a visão é linda, mas é quase uma paisagem moldada. Aqui é uma vista urbana, a gente vê a casa das pessoas, o movimento sobre as lajes, crianças soltando pipas, cães andando por ali", afirmou o capixaba Felipe Pereira Garcia, de 27 anos, que ontem fez o passeio.

"Acho que o Complexo do Alemão será o terceiro ponto turístico do Rio, atrás do Pão de Açúcar e do Corcovado", diz Ronald Teixeira, coordenador do projeto Rio Turismo Legal. Ele quer ainda criar mais dois roteiros - a Trilha do Bope, caminhada pelo local usado como rota de fuga dos traficantes, em novembro, e o passeio à Lagoa Azul do Alemão, piscinão formado durante a escavação de uma pedreira, na Serra da Misericórdia. "O turismo vai resgatar essa comunidade."

Não há ainda lojinhas de souvenir e produtos que sejam a marca do Alemão, como camisetas e bonés. Mas o visitante que chega à Estação Palmeiras, a última, é convidado a parar na lanchonete do jovem casal Camila e Dimas Lemos, que vive ali há 15 anos e viu nas obras do teleférico uma oportunidade de melhorar a renda. "Depois da inauguração, dobramos o faturamento. Agora já estão vindo mais visitantes", comemora Camila.

Inaugurado há em julho de 2011, o teleférico já recebeu 218 mil pessoas até agosto. O pico foi logo na primeira semana - 28 mil passageiros em quatro horas de funcionamento. Hoje a média é de 6 mil pessoas por dia. Nas férias, algumas crianças davam mais de 20 voltas. Com o reinício das aulas, o teleférico voltou a assumir caráter de transporte público. A rotina só é quebrada pelos turistas atraídos pelas notícias sobre a favela pacificada ou pelos sites de compra coletiva, como Alertados, Grupo Ligado e Viagens Coletivas.

O passeio começa na estação de trem de Bonsucesso, interligada ao teleférico. Ali, passageiros são recebidos por funcionários terceirizados da empresa. Os estrangeiros são encaminhados ao americano Daniel Armstrong, de 29 anos, que vive no Méier, zona norte, desde 2009. Ele auxiliou alemães, coreanos, americanos. "Os alemães sempre querem saber o motivo do nome da favela. Explico que o alemão, na verdade, era um polonês dono dessas terras."

Sentiu firmeza? Não me acompanha que não sou novela!


-> Arquivo: 7.11.2011 : Casa ecológica e a prova de bala na favela de Manguinhos
-> Arquivo: 4.8.2011 : O teleférico do Complexo do Alemão e transporte público para favelas e periferias
-> Arquivo: 7.7.2011 : Guetostar, de volta eu tô no rap
-> Arquivo: 30.8.2006 : Vencedores do concurso de design de carrinhos para sem teto
-> Arquivo : 13.8.2006 : Tati Quebra Barraco para playboys e patricinhas no Estadão
-> Arquivo: 13.7.2006 : Projetos para favelas cariocas e o teleférico de Medellin
-> Arquivo: 2.7.2005 : Funk carioca, arranjo produtivo copyleft na revista Carta Capital
-> Arquivo: 26.4.2005 : MV Bill no Roda Viva da TV Cultura
-> Arquivo : 24.9.2004 : Fundação Bauhaus, projeto urbanização da favela Jacarezinho RJ
-> Busca no Mercado Livre : Funk, Bicicleta, Smartphone, Grafite, Tablet e DVD de Funk

Copyleft impresso e manipulavel

Revista Ocas

Msg sobre impressão c2c na Lista Metafora tipo mais de uma década atrás.

Copyleft impresso e manipulavel

11.09.2002 - Falai' metaforas,

Se liga nessa ideia de um maluco q disponibiliza em coyleft minibooks de arte para neguinho baixar, imprimir, dobrar e partir pra dentro.

Zooloo, object non indentifie
http://www.alt-man.com/zooloo/

To viajando aqui mas se pam o sanguebom inventou um modelo p2p de editoracao e distribuicao fisica de ebooks, uscambau... pq ler o firstmonday na tela e' embacado! Imagina um futuro vc mandando um sms pro homeless da esquina pra encomendar um print com capa desenhada, papel reciclado uscambau? Tipo juntando o zooloo com aquela parada dos street papers:

http://www.ocas.org.br

Se for so' no sapatinho pa' pum da' pra inventar uns zooloos estrumbados pro blogchalking reverse q e' daquele jeito :-)

Demorou!

\//
Tupi

-> Arquivo: 10.9.2012 : Re: Meta Reciclagem, Agente Cidadão, etc 
-> Arquivo: 10.9.2012 : Re: Ganhando uns trocos blogando
-> Arquivo: 13.7.2011 : Livro Ttsss... A grande arte da pixação em São Paulo pra download grátis
-> Arquivo: 19.10.2006 : Mídia autônoma e comunitária na favela Heliópolis
-> Arquivo: 17.3.2006 : Livros copyleft feitos com papel e papelão reciclados
-> Arquivo: 15.6.2005 : Livros sob encomenda no Estadão 8/6/2005
-> Arquivo: 8.12.2004 : Gerador online de calendários para impressão
-> Coletando : Livraria Cultura: Livros Graffiti Brasil e TTSSS, A grande arte da pichação em São Paulo 
-> Busca no Mercado Livre : Livros, Tablet, Arte, Adesivos e Smartphone

Descobriram

.manifesto photoshópico

Msg sobre dialeto na Lista Metafora tipo 12 anos atrás.

Descobriram

01.08.2002 - Falai Pilguer e Metaforas,

Me caguetaram :-D

Charles Pilger escreveu :
Falando em produção em série... Vai Tupi, confessa: você criou um programinha onde você escreve um texto e ele converte para esse teu dialeto, né? :-)


Vixi, maos no capo, ta' no enquadro!

Mas nem programinha de traducao nao, na verdade EU sou um software :-D :-D :-D

Chatterbot ate' umas horas...

Mano, ta' ligado q o dialeto nao e' meu nao, e' so' colar tipo nos foruns dos sites bocadaforte, realhiphop, pretobomba uscambau pra trombar com os trutas e sair no veneno!

Nada como um dia apos o outro dia.

\//
Tupi


-> Arquivo: 10.9.2012 : Re: Meta Reciclagem, Agente Cidadão, etc 
-> Arquivo: 10.9.2012 : Re: Ganhando uns trocos blogando
-> Arquivo: 7.2.2012 : Pesquisador acusa o uso da palavra moreno para fugir da questão racial em pesquisa
-> Arquivo: 31.1.2012 : Zen e a arte do wiki
-> Arquivo: 30.11.2011 : O futuro está nos games
-> Arquivo: 19.10.2011 : Recicle1politico
-> Arquivo: 8.9.2011 : Curso de chinês de graça para estudantes da periferia
-> Arquivo: 9.8.2011 : Re Carta Capital - Brown, o mano charada
-> Arquivo: 13.10.2005 : Habla aí hermano! Tudo hermoso?
-> Arquivo: 20.7.2011 : História do Tupi da Taba Parte 1 (1995 a 2000) 
-> Arquivo: 7.7.2011 : Guetostar, de volta eu tô no rap

-> Arquivo: 27.1.2006 :  Sayonara Aibo!
-> Busca no Mercado Livre : Dicionários, Tablet, Hip Hop, Adesivos e Smartphone  

10.9.12

Bicicloteca - Biblioteca em bicicletas com computador e internet sem fio

bicicloteca Pça patriarca

Liga essa idéia mil graus, uma biblioteca itinerante com livros grátis, montada na garupa adaptada de uma bicicleta, com computador e internet sem fio wi-fi pra banca colar e se jogar usando smartphone a milhão. O site Infosur Hoy mandou um salve em 18/11/2011 - Bicicloteca leva literatura às ruas de São Paulo - que a correria nasceu da idéia do tiozinho ex-morador de rua Robson Mendonça e de Lincoln Paiva do Instituto Mobilidade Verde IMV. Milianos, o jornal Folha de São Paulo tb pagou um pau e o blog Livros Só Mudam Pessoas fez um copy paste da matéria em 28/7/2011: “Bicicloteca” empresta livros para moradores de rua em SP .

No fim do ano passado a banca teve o dom de lançar a biblioteca na bike elétrica com livros,  computador e acesso internet wi-fi, liga nóis o post em 19/11/2011: Entrega da nova Bicicloteca elétrica com computador e internet wireless. No começo do ano, em 18/2/2012, teve conversinha pra formar o bonde e cair pra dentro em mais uma pá de cidade espalhadas pelo Brasil, vai vendo o post no blog Cidade Que Queremos: Bicicloteca lançará edital para novas unidades em todo o Brasil.

A idéia do Bicicloteca é ligeira e 1-2 tem maluco reproduzindo, fazendo a fita parecida e levando pra frente, pedalando e incentivando a leitura, tipo o Binho do blog Biciclotecas.


-> Arquivo: 8.9.2011 : Curso de chinês de graça para estudantes da periferia
-> Arquivo: 13.7.2011 : Livro Ttsss... A grande arte da pixação em São Paulo pra download grátis 
-> Arquivo: 28.9.2006 : Recicle1Político 3.0, nós vencemos!
-> Arquivo: 28.9.2006 : Biblioteca na casa do pedreiro em São Gonçalo/RJ
-> Arquivo: 30.8.2006 : Vencedores do concurso de design para carrinhos de sem teto
-> Arquivo: 19.5.2006 : Café da manhã ambulante, temporário e autônomo em São Paulo 
-> Arquivo: 10.4.2006 : Casa de vestir, roupa de morar
-> Arquivo: 21.3.2006 : Barraca móvel para sem-teto na Bienal de Arquitetura 2005
-> Arquivo: 17.3.2006 : Livros copyleft feitos com papel e papelão reciclados
-> Arquivo: 13.1.2006 : Concurso gringo de Carrinho para sem teto ou catador de recicláveis
-> Coletando : Mercado Livre : Busca : Livros, Bicicletas e Tablets

Re: Meta Reciclagem, Agente Cidadão, etc

celular tijolo

Msg sobre reciclagem e celulares na Lista Metafora 10 anos atrás.

Re: Meta Reciclagem, Agente Cidadão, etc

16.12.2002 - Falai' metaforas,

Felipe Fonseca escreveu:
Outra coisa, e por isso estou copiando o Aldrin e o Albertão aí: caras, o que que dá pra fazer com um celular doado? O Ike falou que tem um monte de gente que não sabe o que fazer com seus celulares parados, mas ele n‹o tinha certeza sobre aceitar as doações de cells. Dá pra reaproveitar? O que sugerem?
Sei la', posso estar noiando, mas se pam essa paradinha de celular tijolao obsoleto chegar com sms, pode virar parte de alguma aplicacao automatizada de uso integrado e coletivo em vez de servir como instrumento de transmissao de voz de uso individual.

Passa um pano se a ideia for tecnicamente inviavel, ta ligado q nessa historinha de engenheiro nem tenho o dom. Mas imagina tipo uma perua lotacao com mandando sms toda vez q passar por tal ponto da cidade, neguinho usuario se cadastra em algum numero ou site e recebe a msg qdo os dados ponto x horario q ele pedir se cruzarem. Se pam um servidor faz o meio de campo...

Ou tipo aquele raciocinio de vending machine, neguinho manda um sms e a maquininha libera o produto. Ou tipo um device de input de informacao, neguinho digita qq coisa e o sms manda os dados pra um decodificador...

Resumindo, encarar o aparelho celular como uma parte de uma solucao hardware e software maior e de interesse coletivo, o celular doado entra no miolo da maquina maluca e fica so' no sapatinho. Demorou.

Fui, nem me viu!

\//
Tupi


Re: Re: Meta Reciclagem, agente Cidadão, etc

17.12.2002 - Falai' aldrin, metaforas,

Aldrin Leal escreveu:
Alguém falou sobre sistemas SMS. É possível, mas depende da infraestrutura: A operadora permite que o seu telefone possa ser operado pelo micro, de modo que o mesmo possa passar mensagem automaticamente? As de TDMA n‹o. Se o telefone não puder enviar, tem que ser feito pela operadora. E isso inclusive é oferecido como um serviço por eles. E isso significa receita pra eles.
Paguei um pau, sms ate' umas horas, se pam ate' e' mais barato uscambau.

Alem daquela conversinha q versei na msg anterior
http://br.groups.yahoo.com/group/metafora/message/5598


tive outra ideia maluca pra aplicacoes sms coletivas pa', liga nois tipo um servico online unindo recicladores (carroceiros, catadores de papel, latinha e pvc) e neguinho q quer doar esse lixo reciclavel. Vai vendo, sangue bom cola num site, preenche um form da qtd, materiais, local e hora q quer doar e o site manda um sms pra mao do mano q tiver fazendo a correria mais proxima daquele cep, avisado desse jeito pode ir fazer o catado no predio do truta. E' daquele jeito :-)

Se essa paradinha funcionar, tem q ter o dom de distribuir os celulas e treinar o esquema, se pam em coletivo com a operadora de telefonia e cooperativas de catadores tipo a coopamare.
http://www.uol.com.br/aprendiz/designsocial/coopamare/


Fui, nem me viu!

\//
Tupi


-> Arquivo: 1.8.2012 : Re Merchandising
-> Arquivo: 1.8.2012 : Assistindo TV digital no iPhone e no iPad com Tivizen
-> Arquivo: 3.7.2012 : Reflexões: Capítulo "Dos Celulares Pré-Pagos e Pós-Pagos"
-> Arquivo: 3.7.2012 : Metáfora remunerada
-> Arquivo: 1.8.2011 : Re: The Revolution Will Be Webified  
-> Arquivo: 28.9.2006 : Recicle1Político 3.0, nós vencemos!
-> Arquivo: 1.6.2006 : Tupiconomics #6 - Por que o brasileiro prefere dar ou jogar fora do q vender um produto usado?

Re: Ganhando uns trocos blogando

Reboot State at End of Blogathon

Msg sobre modelo de remuneração copyleft na Lista Metafora uma década atrás.

Re: Ganhando uns trocos blogando

01.08.2002 - Falai Metaforas,

Pericardo escreveu
http://www.blogathon.org

Ta' ligado q no blogathon a correria vai pra filantropia pa' e tal. Um-dois nessa outra parada q outro gringo versou o malote tem q ir e' pro bolso do blogueiro mesmo: Fundacao Weblog!

http://www.buzzmachine.com/foundation/

Demorou!

\//
Tupi


-> Arquivo: 1.8.2012 : Re Metarecursos
-> Arquivo: 1.8.2012 : Re Merchandising
-> Arquivo: 3.7.2012 : Metáfora remunerada
-> Arquivo: 11.4.2012 : Agitação independente
-> Arquivo: 7.2.2012 : Vaquinha para site e tesoureiro
-> Arquivo: 31.1.2012 : Blogs e Blogchalking no Programa Vitrine
-> Arquivo: 1.8.2011 : Re: The Revolution Will Be Webified  
-> Arquivo: 3.10.2006 : Ganhar dinheiro com o blog, por causa do blog ou apesar do blog.
-> Arquivo: 28.9.2006 : Recicle1Político 3.0, nós vencemos!
-> Arquivo: 12.8.2006 : Blogblogs, o Technorati brasileiro com moeda digital Blogpoints?
-> Arquivo: 14.5.2006 : Entrevista de Edney na Revista Época - Ganhar 20 mil com blog
-> Arquivo: 25.5.2005 : Carreirasolo.org discute sustentabilidade de blogs tupiniquins
-> Compartilhando Banners : Livros : Livro - Emergência. A dinâmica de redes em formigas, cérebros e cidades e Marketing Hacker
-> Coletando : Mercado Livre : Busca : Blogs, Smartphones, Scripts e Tablets

1.8.12

Assistindo TV digital no iPhone e no iPad com Tivizen


Liga o programa do tiozinho Celsuir Veronese  no YouTube publicado em 7/12/2011 e gravado em Cidade del Este no Paraguai mostrando o aparelho Tivizen que permite assistir TV Digital no celular iPhone e no tablet iPad da Apple. O mano vendedor da loja Mix Shop rima e troca uma idéia com o apresentador sobre o produto feito na China que se pam está vendendo a milhão.

O bagulho conecta com a TV Digital não sintoniza os canais de TV por assinatura e a cabo e tb não precisa de conexão com internet ou wifi. Dispensa plano de dados 3G uscambau, é só conectar no iPhone ou iPad e sintonizar o sinal pela antena e cair pra dentro. Em 13/8/2011 o Blog do Ipad mandou o salve Testamos o receptor de TV digital Tivizen SBTVD.

O Tivizen SBTVD (Sistema Brasileiro de TV Digital) está disponível em versão que conecta direto e outra que transmite o sinal via wi-fi. Esta última esteve a venda no Magazine Luiza e no Mercado Livre uma pá de vendedor manda oferta de R$ 170 a R$ 250 pela fita. O site do produto paga de gatão dizendo que o dongle tb tem versão pra android que conecta via mini usb enquanto a versão para Apple conetca via plug de 30 pinos.

Tipo, 1-2 agora maluco que tem iPhone e iPad tb vai poder pagar de gatão assistindo jogo de futebol, novela e reality show lado a lado com a banca do celular xing ling, chinês e coreano que já vem com TV embutida uscambau. Suave?


-> Arquivo: 11.4.2012 : Assistindo TV a cabo grátis no tablet iPad e no celular iPhone
-> Arquivo: 4.1.2012 : É Globo mas é brazuca
-> Arquivo: 25.10.2011 : A febre das filhas da Janete no YouTube
-> Arquivo: 6.10.2011 : TV mostra escravos nordestinos explorados pelo Governo de São Paulo para construir escolas
-> Arquivo: 8.9.2011 : Curso de chinês de graça para estudantes da periferia
-> Arquivo: 1.8.2011 : Thaide entrevista Mano Brown na TV
-> Arquivo: 18.7.2011 : Sites de TV a cabo pela internet com pay per view de futebol e BBB
-> Arquivo: 4.10.2006 : Assistindo TV a cabo no computador, de graça, sem baixar nada
-> Arquivo: 21.6.2006 : Assistir a Copa no computador, dicas do Link Estadão e da Wired
-> Arquivo: 8.9.2005 : TV a cabo de graça, da China, pela web e em p2p no WSJ/Estadão.
-> Arquivo: 2.8.2005 : TV a gato ou TV a cabo popular por R$ 15,00 por mês
-> Coletando : Mercado Livre : Busca : Tivizen, TV Digital, iPhone, Tablets e iPads

Re: Metarecursos

Vende-se burros.

Msg sobre modelo de remuneração copyleft na Lista Metafora mais de 9 anos atrás:

Re: Metarecursos

14.05.2003 - Falai In, Metafs,

In Hsieh escreveu:
Em relação aos metarecursos, cooperativa poderia ser também a figura jurídica dos projetos, complementando o conceito de sociedade por cotas já sugerido no wiki.
Tipo como o ff versou, pra figura juridica neguinho aqui vai se jogar no esquema ONG, mas derepentemente essa mesma ong pode montar marketplaces online ou tutoriais copyleft com receitinha pra espalhar tipo esporos cooperativas, sociedade por cotas, guildas e coletivos de agentes independentes auto-sustentaveis, isso pra banca q nao quiser bater cartao ou assinar canetinha no board ou na folha de pagamento da ong.
As cotas seriam divididas proporcionalmente ao recursos e esforços aplicados por cada um, seja um "voluntário" ou um patrocinador.
O embaçado em cooperativa é a conversinha igualitaria, cada homem um voto, vai vendo q 1-2 no online tem sempre o slashdot karma ou avaliacao entre membros ou reputacao ou whoffie, q e' tipo o cada um cada um pra cada membro. Mas neguinho q quiser se jogar na correria cooperada ta' valendo, to ligado q no setor de TI e prestacao de servicos (produtoras de cinema, tv, audio e video por exemplo) a correria de cooperativa estrumba q e' daquele jeito, CLT uscambau nem me viu.

Se pam maluco ligeiro pode aparecer com esse papo de cotas remunerando no esquema wallstreet nasdaq, cada acao um voto. Milianos no veneno da bolha, pagar uma de daytrader ou trocar trampo por acoes era o dia-a-dia, tipo se o dinheiro e' informacao digital e bacana das corporacoes despejando uma pa' de moeda corporativa (milhagem, dotz, pontos, b2bcredits uscambau)1-2 maluco do opensource se joga emitindo tb e vai ter uma pa' de neguinho querendo morrer dez-real na sua cota-reputacao ou horas-homem , demorou!

Liga q o truta q inventou o blogshares ja' comecou esse bagulho, depois de estrumbar o meme do joguinho q ele inventou.
Milidias o mano teve o dom de postar na welcome uma conversinha de q estava aceitando os proprios shares, q o software dele emite, como pagamento de horas de desenvolvimento pro upgrade e suporte do jogo, sentiu firmeza? Se os pagapaus comecarem a imitar, se pam inventou a primeira moeda baseada na reputacao e na linkania. A chapa ta' esquentando!
Não sei se isso já foi discutido antes aqui. Como o draft do wiki está parcial, resolvi trazer pra cá a discussão.
Essa conversinha de modelo de negocios opensource p2p copyleft e' de milianos aqui na lista e o wiki e' de antes do drupal, agora tem thread la' naquela goma tb:
http://drupal.projetometafora.org/index.php?or=24

Se pam troca uma ideia continuando o registro do hd:
http://drupal.projetometafora.org/node.php?id=172

Fui, nem me viu!

Nao me acompanha q nao sou novela :-)

\//
Tupi


-> Arquivo: 1.8.2012 : Re Merchandising
-> Arquivo: 3.7.2012 : Metáfora remunerada
-> Arquivo: 3.7.2012 : Re Formalizando (ONG)
-> Arquivo: 11.4.2012 : Agitação independente
-> Arquivo: 7.2.2012 : Vaquinha para site e tesoureiro
-> Arquivo: 28.9.2006 : Recicle1Político 3.0, nós vencemos!
-> Arquivo: 12.8.2006 : Blogblogs, o Technorati brasileiro com moeda digital Blogpoints?
-> Arquivo: 26.5.2006 : Lanchecard, a moeda corporativa da merenda
-> Arquivo: 28.2.2006 : Milhas e Legs, moedas digitais corporativas
-> Arquivo: 20.12.2005 : Chaps, a moeda digital corporativa da Coca Cola no Brasil
-> Coletando : Amazon : Livro - The future of money. Creating new wealth, work and wiser world.
-> Coletando : Mercado Livre : Busca : Moedas, Smartphones, Reciclagem e Tablets
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...