17.4.06

Fábrica de Criatividade, Capão Redondo, matéria no Estadão

Alunos de Break Dance

Liga nóis matéria milidias no jornal Estadão, suplemento Zona Sul. Tipo uma goma bem louca, se pam escolinha, incubadora, laboratório, sei lá. Olha a conversa:
Criatividade no centro do currículo escolar
Sexta-feira, 19 de Agosto de 2005, por Rodrigo Cerqueira Cesar

Complexo de ensino de arte em bairro carente demorou 8 anos para ser construído e custou R$ 1,5 milhão; meta agora é oferecer programas gratuitos para a comunidade

O bairro do Capão Redondo, um dos mais violentos da zona sul da cidade e carente de lazer e cultura, ganhou, em março, o espaço a Fábrica de Criatividade. Trata-se de um complexo de ensino de arte com proposta diferenciada, que custou R$ 1,5 milhão e é único na América do Sul. "A maioria das escolas são casas que foram adaptadas. A nossa foi idealizada exclusivamente para o ensino das artes, construída em oito
anos, desde o primeiro rascunho arquitetônico até a conclusão da obra", explica o idealizador do projeto, Denílson Shikako, músico formado em engenharia da computação.

A decoração do local chama a atenção logo na entrada, com a porta principal cheia de bolinhas de gude. Dentro, tudo foge ao normal. O chão é feito de garrafas e no banheiro há lousa branca e canetão próprios para grafitagem. Nos patamares, o visitante anda em cima da água que sai das paredes e cai numa cachoeira do lado de fora da escola. No palco do auditório, há passagens secretas, um dos quadros faz massagem na cabeça e, no terraço, uma praia fictícia remete a Copacabana, no Rio. Da chaminé-mirante, toda a zona sul de São Paulo pode ser vista.

A escola já conta com 200 alunos e proporciona, em ambientes temáticos, diversos cursos de artes, música, inglês e Criatividade - uma aula aberta, ministrada por Shikako, em que os alunos trabalham com todo tipo de material, resultando, por exemplo, em um abajur feito de CDs ou em uma cortina de copinhos. O conceito explorado é de que qualquer idéia pode tornar-se realidade e desenvolver os dois lados do cérebro. Os alunos são estimulados a levar para a escola qualquer material ou produto que acharem inusitado. Resultado? Já surgiram desde de geléia de jaca a Doritos sabor guacamole. "Queremos ser uma ponte entre o artista e o patrocinador, dar a chance de um cidadão comum realizar um sonho, que normalmente morre pela falta de incentivo e verba", afirma Shikako.

MODELO

Os cursos custam R$ 77,00, em grupo, e R$ 140,00, individual, mas a idéia de Shikako é oferecê-los gratuitamente, com ajuda da iniciativa privada, que auxiliou na construção do complexo. Para os moradores em geral, as opções de lazer, dentro do conceito, são apresentadas no anfiteatro como peças, vernissage, filmes, saraus, musicais de bandas e grupos de dança. "Nosso principal objetivo é captar recursos para darmos à população carente do Capão Redondo a oportunidade de crescer artisticamente, e emocionalmente, por que não dizer, já que poucos moradores sentem orgulho de pertencer a um bairro tão carente", afirma Shikako.

Países como Itália, Estados Unidos e Japão já possuem escolas que incentivam a criatividade. Em Treviso, norte da Itália, há uma mantida pela Benetton desde 1994. Opera como um laboratório, onde jovens experimentam novas formas de comunicação nas áreas de design, música, cinema, fotografia, editoração e Internet. Nos Estados Unidos, a instituição do gênero mais famosa é a IDEO, fundada por David Kelley.
Atualmente, é considerada a empresa de design industrial mais bem-sucedida e original da América do Norte. Desde 1995, disputa o concurso anual organizado pela Industrial Design Society of America, patrocinado pela Business Week, e já conquistou muitos prêmios. Fundada em 1978, a IDEO já produziu mais de 4 mil projetos de design.

Fábrica de Criatividade - Rua Doutor Luís da Fonseca Galvão, 248. Mais informações pelo telefone 5511-0055 ou pelo site www.fabricadecriatividade.com.br

Tá valendo!

-> Arquivo: 6.3.2006 : Faculdades Zumbi dos Palmares
-> Arquivo: 6.7.2005 : Negroponte fala do Laptop de U$ 100 no Estadão
-> Compartilhando Banners : Livro - A educação a distância e o professor virtual
-> Coletando : Mercado Livre : Busca : Rap, Grafite e Reciclagem

3 comentários:

Maria Do Amparo disse...

Nossa,fico tao feliz em saber que ainda existem pessoas como esse cara que fundou esta fabrica de criatividade no capão,vi sua entrevista ontem na xuxa fiquei encantada!!!!vou conhece-lo de perto pode apostar.boa sorte e que deus te abençõe...

Anônimo disse...

Só pode ser uma pessoa abençoada por Deus.Espero que outras pessoas vão se juntar à elle, pois só assim construiremos um Brasil melhor.Parabéns

Tania Oliveira disse...

Só pode ser uma pessoa abençoada por Deus.Espero que outras pessoas vão se juntar à elle, pois só assim construiremos um Brasil melhor.Parabéns

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...